A magia do Cashmere!


Obtida do cardar, a lã da barba mais terna do cabrito montanhês, possui um fio precioso e muito macio. A lã de cashmere é extremamente quente, sendo utilizada nos países muito frios para se proteger.

Há conhecimento da utilização desse tecido na produção de itens desde o terceiro século antes de Cristo, através de textos escritos por indianos. O apogeu deu-se com o império mongol no Hindustão, no século XV, quando o cashmere começou a ser exportado, e estimulou a indústria.

Com o tempo a lã, e a forma de produzi-la sofreu uma evolução, tornando o tecido ainda mais requintado. Hoje, existe também a estampa de cashmere, que ganhou muito espaço nas coleções de moda deste ano. Existem várias explicações para o desenho, uma ameba, um punho fechado, ou um fruto são alguns exemplos.